CIRCUITO 7408 PDF

Shakahn Darlington Input and Output Impedance a. Curves are essentially the same with new scales as shown. Solution is network of Fig. As the temperature across a diode increases, so does the current. See Circuit diagram above. Usually, however, technology only permits a close circuigo of the desired characteristics.

Author:Faejin Naramar
Country:Suriname
Language:English (Spanish)
Genre:Education
Published (Last):16 December 2019
Pages:202
PDF File Size:4.35 Mb
ePub File Size:10.97 Mb
ISBN:497-8-61896-963-7
Downloads:61066
Price:Free* [*Free Regsitration Required]
Uploader:Tygosar



Os primeiros computadores, ainda valvulados, conseguiam ser mais eficientes que os computadores mecnicos, pois possibilitavam a troca de estado entre 0 e 1, desligado e ligado, falso e verdadeiro de forma mais eficiente. Os transstores possibilitaram a substituio das vlvulas, bem como o incio da integrao de portas lgicas, sendo que os integrados tipo Transistor-Transistor Level TTL formaram a primeira famlia de integrados, sendo depois substitudos por outras tcnicas mais avanadas de integrao.

O objetivo neste laboratrio tomar contato com os componentes, e compreender um pouco como se realizam as operaes lgicas e depois, as operaes matemticas utilizando circuitos lgicos. Existem uma grande quantidade de "encapsulamentos"de portas lgicas, e boa parte destas esto apresentadas de forma simplificada, p. Demonstr-las uma excelente preparao para o laboratrio!!!

Terra GND : 0. Conecte um fio de protoboard longo, em srie uma resistncia de 1 ke um LED. Atravs de outro fio, conecte o LED terra. Utilize esta ponteira lgica para analisar alguns sinais na entrada e na sada do integrado. Esta a sada adequada para funcionar operando junto com integrados de lgica TTL, ela j fornece o sinal no intervalo esperado de tenso para aliment-los.

Caso seja necessrio, utilize diodos para evitar tenso negativa na entrada do integrado. Ligue o gerador de onda quadrada em alguma das entradas inversoras. Observar no osciloscpio a sada invertida. Mea o tempo de atraso da sada em relao entrada. Tabela verdade Utilizando a ponteira lgica, obtenha a tabela-verdade.

A obteno de dar atravs da conexo da alimentao 1 e do terra 0 s entradas da porta AND. Utilize lgica inversa para a ponteira conecte o led alimentao e obtenha a nova tabela lgica.

A porta "AND" como controlador de transmisso. Conecte o gerador de onda com pulso quadrado de ms entrada A de uma porta AND. Observe os valores na sada, em funo dos sinais de entrada. De forma similar montagem anterior, observe maneira similar montagem anterior,observe o funcionamento destas portas. Obtenha as tabelas verdade com lgica positiva e negativa em funo das entradas.

A partir de um circuito integrado quatro portas "NAND" construa um operador XOR e obtenha sua tabela verdade lgica direta , utilizando a ponteira lgica. Esquematize as ligaes necessrias, utilizando as leis de Morgan e as identidades booleanas. Antes de realizar esta montagem, prove que possvel realiz-la esta montagem. Para isto, utilize as leis de Morgan e as identidades booleanas j apresentadas. Demonstre as identidades booleanas. Apresente de forma grfica os resultados relativos aos nveis de tenso dos estados ativo e passivo.

Apresente todas as tabelas verdades, com lgica direta. As portas lgicas so os componentes bsicos da eletrnica digital. Elas so usadas para criar circuitos digitais e at mesmo circuitos integrados complexos. Por exemplo, circuitos integrados complexos podem ser um circuito digital completo pronto para serem usados processadores e microcontroladores so os melhores exemplos , mas internamente estes circuitos integrados foram projetados usando vrias portas lgicas.

Neste tutorial ensinaremos tudo o que voc precisa saber sobre portas lgicas, com vrios exemplos. Como voc j deve saber, em eletrnica digital apenas dois nmeros so permitidos, 0 e 1. Zero representa tenso de 0 V, enquanto que 1 representa uma tenso de 5 V ou de 3,3 V, no caso de circuitos integrados mais novos.

Voc pode pensar nos nmeros 0 e 1 como uma lmpada sendo acesa ou apagada quando voc liga ou desliga o seu interruptor. Uma letra, tambm conhecida como varivel, representa um nmero binrio. Assim, A pode ser 0 ou 1. Se A estiver conectado a um interruptor, A ser 0 quando o interruptor estiver desligado e 1 quando o interruptor estiver ligado.

Um trao sobre o nome da varivel significa que o seu valor deve ser invertido. Em processadores de texto, pela dificuldade em se desenhar uma linha sobre uma letra, substitumos o trao sobre a varivel por uma barra. Agora que voc j sabe o bsico, podemos comear falar sobre as portas lgicas. Inversor Como o prprio nome j sugere, o inversor ir inverter o nmero entrado.

Se voc entrar o nmero 0 em um circuito inversor, voc obter na sada o nmero 1, da mesma forma que se voc entrar o nmero 1 obter o nmero 0 na sada. O smbolo do inversor pode ser visto na Figura 1. Figura 1: Inversor. Na tabela verdade abaixo voc pode ver um resumo de como este circuito funciona. A Entrada 0 1 Y Sada 1 0 Em circuitos lgicos, usamos o smbolo o como forma abreviada para o inversor.

O circuito integrado com inversores mais famoso o , que tem a pinagem mostrada na Figura 2. Ele possui seis inversores internos. Para fazer este circuito integrado funcionar voc precisa conect-lo em uma fonte de alimentao de 5 V. Ela possui pelo menos duas entradas. Voc pode ver seu smbolo na Figura 3 e sua tabela verdade mais abaixo.

Figura 3: Porta lgica AND. A 0 0 1 1 B 0 1 0 1 Y 0 0 0 1 Uma outra maneira de entender a porta lgica AND a seguinte: sua sada ser sempre 1 quando todos os valores de entrada forem tambm iguais a 1. Caso isso no ocorra, o valor da sua sada ser 0.

Se voc est projetando um circuito e precisa de uma porta lgica AND com mais entradas, voc pode desenhar uma porta lgica AND como a que mostramos na Figura 3 e colocar mais entradas. Mas se voc est trabalhando com um circuito integrado com portas lgicas AND com poucas entradas, voc pode expandir o nmero de entradas conectando-as como mostramos na Figura 4. Figura 4: Expandindo o nmero de entradas de uma porta AND usando portas de duas entradas.

O circuito integrado com portas AND mais famoso o , que tem a sua pinagem mostrada na Figura 5. Claro que existem vrios outros circuitos integrados que possuem portas AND com mais entradas. Por exemplo, o possui trs portas AND de trs entradas cada. Por isso, sua sada o oposto da AND.

Seu smbolo o mesmo do AND, mas com um o em sua sada, para dizer que o valor da sua sada invertido. A 0 0 1 1 B 0 1 0 1 Y 1 1 1 0 Uma outra maneira de entender a porta lgica NAND a seguinte: sua sada ser sempre 0 quando todos os valores de entrada forem iguais a 1. Caso contrrio, o valor da sua sada ser 1. Se voc precisa de mais entradas, adicione-as ao circuito com o smbolo mostrado na Figura 6. No entanto, se voc quer criar mais entradas usando portas com poucas entradas, voc no pode conect-las usando a mesma idia mostrada na Figura 4.

Voc precisa usar uma porta AND para as entradas extras voc pode lig-las juntas para expandir o nmero de entradas como mostrada na Figura 4 e uma porta NAND para a porta final, como voc pode ver na Figura 7.

Este um macete muito comum. Por exemplo, voc precisa de um inversor em seu circuito e tem algumas portas NAND disponveis em um dado circuito integrado.

Em vez de adicionar outro circuito integrado no seu projeto apenas para ter um inversor o que aumentaria o tamanho final do circuito e tambm o seu custo , voc pode querer usar uma das portas NAND disponveis.

Claro que existem vrios outros circuitos integrados que possuem portas NAND com mais entradas. Voc pode ver seu smbolo na Figura 10 e sua tabela verdade mais abaixo. Figura Porta lgica OR. A 0 0 1 1 B 0 1 0 1 Y 0 1 1 1 Uma outra maneira de entender a porta lgica OR a seguinte: sua sada ser sempre 0 quando todos os valores de entrada forem iguais a 0.

Caso contrrio, sua sada ser 1. Se voc precisar de mais do que duas entradas, a mesma idia se aplica. Se voc est projetando um circuito e precisa de uma porta lgica OR com mais entradas, voc pode simplesmente desenhar uma porta lgica OR como a que mostramos na Figura 10 e colocar mais entradas nela.

Mas se voc est trabalhando com um circuito integrado com portas lgicas OR com poucas entradas, voc pode expandir o nmero de entradas conectando-as como mostramos na Figura Figura Expandindo o nmero de entradas OR usando portas de duas entradas. O circuito integrado com portas OR mais famoso o , que tem sua pinagem mostrada na Figura Claro que existem vrios outros circuitos integrados que possuem portas OR com mais entradas. Por exemplo, o possui trs portas OR com trs entradas cada.

Por isso, sua sada o oposto da porta OR. Seu smbolo o mesmo do OR, mas com um o em sua sada, para dizer que o valor da sua sada invertido.

Figura Porta lgica NOR. A 0 0 1 1 B 0 1 0 1 Y 1 0 0 0 Uma outra maneira de entender a porta lgica NOR a seguinte: sua sada ser sempre 1 quando todos os valores de entrada forem iguais a 0. Caso contrrio, o valor da sua sada ser 0. Se voc precisar de mais de duas entradas, adicione-as ao circuito com o smbolo mostrado na Figura No entanto, se voc quiser criar mais entradas usando portas com poucas entradas, voc no pode conect-las usando a mesma idia mostrada na Figura Voc precisa usar uma porta OR para as entradas extras voc pode lig-las juntas para expandir o nmero de entradas como mostramos na Figura 4 e uma porta NOR para a porta final, como voc pode ver na Figura Figura Como expandir o nmero de entradas de uma porta NOR.

Em vez de adicionar outro circuito integrado no seu projeto apenas para ter um inversor o que aumentaria o tamanho final do circuito e tambm o seu custo , voc pode querer usar uma das portas NAND ou NOR disponveis. Figura Transformando uma porta NOR em um inversor. O circuito integrado com portas NOR mais famoso o , que tem sua pinagem mostrada na Figura Preste ateno pois a localizao das entradas e sadas deste circuito integrado diferente dos demais circuitos que mostramos anteriormente.

Claro que existem vrios outros circuitos integrados que possuem portas NOR com mais entradas. Por exemplo, o possui trs portas NOR com trs entradas cada.

FUNDAMENTOS DE PROGRAMACION LUIS JOYANES PDF

CIRCUITO 7408 PDF

.

HCAHPS HANDBOOK PDF

circuito 7408

.

ENV 1991-5 PDF

7408 Datasheet

.

DESCARGAR LIBRO LA CARRETERA DE CORMAC MCCARTHY PDF

Circuito Integrado 7408

.

Related Articles